Bem vindo ao nosso escritório virtual
Fale conosco: +55 84 3234.0300

ARTIGO - ESTADO EFICIENTE

04 Outubro 2017

Os últimos movimentos políticos do Brasil têm me levado a uma reflexão que quero socializar. A saída do Governo do PT fez ressurgir um movimento de diferenciação entre esquerda e direita.

Nas redes sociais, por exemplo, ou você é de direita ou você é de esquerda. O detalhe que me chama atenção é que a grande maioria não sabe sequer o está falando. Para os cientistas políticos do facebook, esquerdistas são comunistas e direitistas são facistas. Ou você é coxinha ou você é mortadela e ponto final.

É a simplificação à forceps de um assunto tão complexo, próprio da ciência política, que requer uma análise detalhada, muitas vezes, confusa em razão da profusão de dados históricos que permeiam o problema.

Proponho um reestarte na discussão com a utilização de um termo que pode simplicar o debate em torno do problema. Proponho que sejamos a favor de um “Estado eficiente”.

Não há nos dias atuais mais como exigir pureza das doutrinas de esquerda e direita. Seja na doutrina de esquerda seja na de direito, precisamos de um Estado que gere a proteção de direitos mínimos ou máximos de forma eficiente. Em qualquer dos cenários, se o Estado for eficiente haverá colaboração da sociedade que aceitará o papel que ele resolveu assumir.

O que não é aceitável é que estejamos numa discussão inútil para saber se o Estado deve grande ou pequeno quando nas duas hipóteses é ele ineficiente.

João Paulo Melo, advogado e professor

Fale conosco

Endereço

Endereço:

NATAL/RN
Rua Paulo Pinto de Abreu, 2106, Lagoa Nova, CEP: 59064-360

Tel:
+55 (84) 3234.0300 
Tel:
+55 (84) 3234.0679 
Tel:
+55 (84) 9 8769.0300 

markerEncontre no Google Maps

Receba newsletter

Seu cadastro foi efetuado com sucesso!